Bioenergia, Biomassa e Energia Renovável – Brasil

Partilhe

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA INDÚSTRIAS DE BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL EUROPEAN ENERGY SRL FUTURO DA BIOMASSA E DA BIOENERGIA NO BRASIL

Bioenergia, Biomassa, Energia Renovável, Celso Oliveira, pellets Brasil

Leia + sobre Biomassa

Bioenergia, Biomassa e Energia Renovável

videos – Biomassa – Celso Oliveira

Biomassa

Video de 2011

Brasil Biomassa – Brazil Biomass – Mudanças Climáticas – Aquecimento Global – Efeito Estufa – Carvão – Alemanha – Estados Unidos – Inglaterra – Energia Renovável – Biomassa – WoodChips – Pellets – BioPellets – Bagaço de Cana – Energia – briquete

Sobre

Brasil Biomassa e Energia Renovável

Brasil Biomassa e Energia Renovável

aqui no site

BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL EUROPEAN ENERGY SRL “Nós sabemos que o país que desenvolver uma energia limpa, renovável, vai liderar o século 21”. Presidente dos Estados Unidos Barack Obama

Biomassa Pellets e Briquete

Biomassa Pellets e Briquete

aqui

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL BIOMASSA, PELLETS E BRIQUETE BRASIL CELSO MARCELO DE OLIVEIRA BIOMASSA, PELLETS E BRIQUETE BRASIL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL

Industrial WoodPellets Brasil

Industrial WoodPellets Brasil

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL INDUSTRIAL WOODPELLETS BRASIL CELSO MARCELO DE OLIVEIRA

Wikipedia - Biomassa

Em geração de energia, o termo biomassa abrange os derivados recentes de organismos vivos utilizados como combustíveis ou para a sua produção. Do ponto de vista da ecologia, biomassa é a quantidade total de matéria viva existente em um ecossistema ou numa população animal ou vegetal. Os dois conceitos estão, portanto, interligados, embora sejam diferentes .

Na definição de biomassa para a geração de energia excluem-se os tradicionais combustíveis fósseis, embora estes também sejam derivados da vida vegetal (carvão mineral) ou animal (petróleo e gás natural), mas são resultado de várias transformações que requerem milhões de anos para acontecerem. A biomassa pode ser considerada um recurso natural renovável, enquanto que os combustíveis fósseis não se renovam a curto prazo.

A biomassa é utilizada na produção de energia a partir de processos como a combustão de material orgânico produzida e acumulada em um ecossistema, porém nem toda a produção primária passa a incrementar a biomassa vegetal do ecossistema. Parte dessa energia acumulada é empregada pelo ecossistema para sua própria manutenção. Suas vantagens são o baixo custo, é renovável, permite o reaproveitamento de resíduos e é menos poluente que outras formas de energias como aquela obtida a partir de combustíveis fósseis.

Utilização da biomassa como combustível

Um dos primeiros empregos da biomassa pelo ser humano para adquirir energia teve início com a utilização do fogo como fonte de calor e luz. O domínio desse recurso natural trouxe à humanidade a possibilidade de exploração dos minerais, minérios e metais, marcando novo período antropológico. A madeira do mesmo modo foi por um longo período de tempo a principal fonte energética. Com ela, a cocção, a siderurgia e a cerâmica foram empreendidas. Óleos de fontes diversas eram utilizados em menor escala. O grande salto da biomassa deu-se com o advento da lenha na siderurgia, no período da Revolução Industrial.

Nos anos que compreenderam o século XIX, com a revelação da tecnologia a vapor, a biomassa passou a ter papel primordial também para obtenção de energia mecânica com aplicações em setores na indústria e nos transportes. A despeito do início da exploração dos combustíveis fósseis, como o carvão mineral e o petróleo, a lenha continuou desempenhando importante papel energético, principalmente nos países tropicais. No Brasil, foi aproveitada em larga escala, atingindo a marca de 40% da produção energética primária, porém, para o meio-ambiente um valor como esse não é motivo para comemorações, afinal, o desmatamento das florestas brasileiras aumentou nos últimos anos.

Durante os colapsos de fornecimento de petróleo que ocorreram durante a década de 1970, essa importância se tornou evidente pela ampla utilização de artigos procedentes da biomassa como álcool, gás de madeira, biogás e óleos vegetais nos motores de combustão interna. Não obstante, os motores de combustão interna foram primeiramente testados com derivados de biomassa, sendo praticamente unânime a declaração de que os combustíveis fósseis só obtiveram primazia por fatores econômicos, como oferta e procura, nunca por questões técnicas de adequação.

Para obtenção das mais variadas fontes de energia, a biomassa pode ser utilizada de maneira vasta, direta ou indiretamente. O menor percentual de poluição atmosférica global e localizado, a estabilidade do ciclo do carbono e o maior emprego de mão-de-obra, podem ser mencionados como alguns dos benefícios de sua utilização.

Igualmente, em relação a outras formas de energias renováveis, a biomassa, como energia química, tem posição de destaque devido à alta densidade energética e pelas facilidades de armazenamento, câmbio e transporte. A semelhança entre os motores e sistemas de produção de energia de biomassa e de energia fóssil é outra vantagem, dessa forma a substituição não teria um efeito tão impactante nem na indústria de produção de equipamentos nem nas bases instituídas para transporte e fabricação de energia elétrica.

A queima de biomassa provoca a liberação de dióxido de carbono na atmosfera, mas como este composto havia sido previamente absorvido pelas plantas que deram origem ao combustível, o balanço de emissões de CO2 é nulo. (in Wikipedia)

Wikipedia - Pellet

Vantagens dos Pellets

Combustível limpo: o pellet é considerado um combustível limpo, isso porque durante sua combustão em caldeiras a emissão de compostos químicos muito reduzido, tornando a queima de pellets uma das formas de extração de energia menos poluente.
Combustão eficiente: devido ao baixo teor de umidade do pellet, a sua combustão é mais eficiente, sua chama é estável e queima por mais tempo que outro combustíveis.
Alto poder calorífico: o pellet por ser um resíduo tão compacto possui um poder calorífico mais elevado que outros tipos de resíduos, como a lenha por exemplo.
Reciclagem: para a produção de pellets de madeira não é necessário que árvores sejam cortadas, pois o pellet pode ser feito a partir de restos de madeira de serrarias e pedaços de madeira que normalmente são descartados, como: cascas, refilos, costaneiras, lascas etc.
Energia renovável: assim como outros tipos de biomassa, o pellet também é um tipo de energia renovável e podemos encontrá-la durante todo o ano.
Armazenagem: cerca de uma tonelada de pellet são equivalentes a uma tonelada e meia de madeira, o que significa que o local para armazenagem pode ser reduzido, além disso, o uso do pellet é muito mais higiênico, pois mantêm o ambiente limpo, sem folhas e insetos.(in Wikipeia)

O que são os pellets de madeira ?

Os pellets de madeira são uma fonte de energia renovável, pertencente à classe da Biomassa e são um combustível sólido de granulado de resíduos de madeira prensado, proveniente de desperdícios de madeira.
   Nos dias de hoje, a utilização de pellets de madeira como combustível já é comum em aplicações tão diversificadas como, por exemplo, fornos de padarias, fornos cerâmicos, aquecimento de estufas, oficinas de pintura de carros, estufas de flores, aquecimento de moradias e aquecimento de prédios. É possível aproveitar todas as vantagens de utilização deste combustível para o aquecimento central e das águas sanitárias de casas e empresas.
   Os pellets de madeira para aquecimento são granulados cilíndricos com 6 a 8 milímetros (mm) de diâmetro, e com 10 a 40 mm de comprimento.
   Os pellets de madeira para aquecimento são extremamente densos e devem ser fabricados com um baixo índice de humidade (abaixo de 1%), o que lhes permite serem consumidos (isto é, queimados) com uma elevada eficiência calorífica. Para obter um rendimento óptimo, é necessário fazer uma montagem precisa do pellet utilizando diferentes tipos de madeira com elevado poder calórico. Além disso, a geometria regular e o pequeno tamanho dos pellets de madeira para aquecimento possibilitam uma alimentação contínua e extremamente calibrada das caldeiras que realizam a combustão dos pellets.
A alta densidade dos pellets de madeira para aquecimento também permitem um armazenamento compacto e um transporte mais económico a longas distâncias. Os pellets podem ser facilmente descarregados da cisterna de um camião para o seu local de armazenamento nas instalações do cliente.
   A energia calorífica contida nos pellets de madeira para aquecimento é de aproximadamente 4,8 MWh por tonelada.

Os pellets são um combustível limpo e eficiente, permitindo uma combustão sem fumo e libertando menos dióxido de carbono do que qualquer outro combustível fóssil. Libertam ainda menos monóxido de carbono que outros combustíveis.

   Sendo a matéria prima composta por subprodutos da indústria do mobiliário e desperdícios gerados pela floresta, evita-se assim o corte de árvores, implementando a limpeza das matas e o combate aos incêndios.
   É importante ainda referir, que este combustível apresenta preços mais competitivos do que o gás natural, gás propano ou do que o gasóleo de aquecimento. (in explicatorio)

Artigos por categoria

contactos

Visite-nos e veja o nosso Showroom

JVP- RECUPERADORES
de José Vigário Pereira

Estrada Nacional 1 / IC2
Km: 96 – Moleanos
2460-615 Aljubarrota
Portugal

Tel. e Fax: 262 502 685
Telemóveis: 93 420 10 88 | 936 777 136